LOCALIZAÇÃO


RADIO DOC PERTO DE VOCÊ



Veja no mapa nossas localizações.

EXAMES ONLINE

Dentista - Coloque seu login e senha:
Paciente - Coloque seu número e senha:



SOFTWARES

A linguagem das imagens de tomografia são arquivadas em um extensão que ficou padronizada na área médica/odontológica, os DICOM, Comunicação de Imagens Digital em Medicina (Digital Imaging Communications in Medicine).

É um programa que foi criado com a finalidade de se padronizar as imagens diagnósticas, como Tomografias de feixe cônico, TC multislice, Ressonâncias Magnéticas, Radiografias, Ultrassonografias, etc.

O padrão DICOM é uma série de regras que permite que imagens médicas/odontológicas e informações associadas sejam trocadas entre equipamentos de imagem, computadores e hospitais. O padrão estabelece uma linguagem comum entre os equipamentos de marcas diferentes, que geralmente não são compatíveis, e entre equipamentos de imagem e computadores, estejam esses em hospitais, clínicas ou laboratórios.

O sistema DICOM foi desenvolvido pela indústria de imagem, representada por membros do NEMA(National Electric Manufacturers Association dos EUA) e pela comunidade de usuários de imagens médicas, como o American College of Radiology, o American College of Cardiology e o European Society of Cardilogy. Atualmente existe o DICOM Standars Committee formado pelas companhias que geram as imagens e representantes de grandes sociedades médicas.

O comitê se reúne três vezes por ano e discute as mudanças necessárias para o sistema, bem como a utilização do padrão em outras áreas da medicina/odontologia. DICOM é a terceira versão do padrão de imagens, pois já existiam o ACR/NEMA 1.0 e 2.0 que foram desenvolvidos em meados da década de 80. A tendência é que, no futuro, esse sistema seja amplamente utilizado no mundo e para isso alguns grupos presentes na Europa, Ásia e América tentam difundir a utilização do sistema dentro dos países.

Devido a grande gama de informações contidas nos arquivos DICOM, como dados do paciente, dados da aquisição, etc, além dos cortes tomográficos em alta resolução, com isso o arquivo fica um pouco grande, pesado para rodar, alguns softwares conseguem compactar estes arquivos, para um melhor aproveitamento e funcionamento dos softwares.
Recomenda-se no mínimo 1 Gb de memória RAM, placa de vídeo e juntamente um conjunto de hardware não muito desatualizado.

Em futuro breve os softwares serão a principal forma de exibição das imagens. Além de oferecer maiores recursos de manipulação, dispensará a utilização de filmes e papéis impressos. Desta forma todos irão contribuir muito para a conservação do meio ambiente.
Atualize seu computador, opte pelo uso dos softwares e colabore com a natureza.




3DVR

Software de manipulação de imagens 3D, com ele consegue-se gerar imagens 3D do seu paciente,
DENTALSLICE

O software DentalSlice é uma ferramenta de planejamento implantodôntico pré-operatório, desenhado para oferecer
I-CATVISION

Software de manipulação de imagens, promovendo uma interação com as imagens tomográficas

INVIVODENTAL

Software de manipulação de imagens tomográficas com recursos de modelos e foto em 3D, sobreposição de imagens tomográficas como pré e pós cirúrgicos, e vários recursos de imagem.
       
Prexion3D Viewer    
INVESALIUS

InVesalius é um software público para área de saúde que realiza análise e segmentação de modelos anatômicos virtuais, possibilitando a confecção de modelos físicos com o auxílio da
prototipagem rápida.
Prexion3D Viewer

PreXion 3D é um sistema de raio-X revolucionário que fornece soluções de alta resolução em imagem dental.
   
   



<< Voltar

Radio Doc - 2013 ® Todos os direitos reservados - Alto da XV (41) 3264-7236 | Batel (41) 3224-3446